Lançamento na Loja Virtual Mundo de Sissi

Novas peças douradas na loja virtual!

Estamos vivendo uma febre de dourado. A peça dourada é mais vibrante e clássica, agora some a isso formatos vintages e delicadas e terá peças com personalidades e muito  bonitas!

Você também pode encontrar esse produtos nos espaços físicos em que a Mundo de Sissi expõe:

ENDOSSA Centro cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1000, São Paulo – SP

Cada Qual loja colaborativa. Rua Teodoro Sampaio, 1266, Pinheiros, São Paulo – SP

Voyage à Paris

A inspiração é assim…

Vem chegando de mansinho, com carinha de travessa e depois de muito relutar, me dou por vencida…

Paris está de volta!

(pelo menos em meus sonhos e na lojinha)

 

Para visitar a lojinha, basta clicar nas fotos!

Café Com Mensagem

Criar uma coleção baseada em um tema não é nada fácil e dentro do tema as peças precisam traduzir essência, criatividade, harmonia de materiais e viabilidade. Algumas peças criadas ficam apenas como protótipos, enquanto outras ganham  status de peça chave. Acredito que esse colar tem tudo para ser uma dessas peças.

O tema é fofo mesmo! (a coleção se chama CUTE!). As  miniaturas juntamente com a composição são perfeitas. A mistura de prata (metal nobre) com o scrapbook feito à mão, é uma bela dupla. O livrinho que acompanha é feito igual um grande livro. Ele é amarrado página por página e você pode escrever nele, se quiser!

Além do livrinho tem as miniaturas de bulinho e xicrinha, um coração e uma pedra natural de ágata verde que traduz vitalidade para quem o usa.

Disponível na loja virtual.

Corra porque é edição limitada.

O Brilho das Pedras Preciosas e Semi-preciosas

O brilho é uma das propriedades ópticas das gemas, assim como a cor, dispersão, refração, birrefringência, pleocroísmo, transparência e os diferentes fenômenos ópticos.O brilho decorre da qualidade e quantidade dos raios luminosos refletidos do interior e da superfície da gema. A intensidade do brilho está diretamente relacionada ao índice de refração e à dureza da gema.

Índice de Refração

Refração é a mudança na direção e/ou velocidade da luz quando esta penetra em um meio de densidade óptica diferente daquela do meio que provém. O grau de refração é chamado índice de refração, que é definido pela razão entre a velocidade da luz no vácuo e a velocidade da luz no interior de uma substância. O índice de refração da maioria das gemas oscila entre 1,2 e 2,6. Os gemólogos medem esse índice usando um instrumento de nome refratômetro.

Dureza

Também a dureza da gema é medida pela Escala de Mohs que  será determinante para o brilho que se poderá extrair dela. Quanto mais dura for a gema, maior grau de polimento na lapidação ela aceitará sem se danificar.

Os diferentes tipos de brilho

O conjunto desses fatores resulta em diferentes tipos de brilhos:

Metálico

O brilho mais intenso, lembra metais polidos. Ex.: pirita (classe dos sulfetos), cujo índice de refração é  superior ao limite medido pelos refratômetros; hematita – índice de refração de 2,940 a 3,220.

Pirita

Adamantino

O nome se refere ao brilho do diamante, cuja etimologia vem do grego “adamas”, O esfênio (índice de refração entre 1,900 a 2,034) e esfarelita (índice de refração de 2,369 e 2,50)

Esfênio

Subadamantino

Gemas com um índice de refração pouco inferior ao adamantino, porém mais brilhantes que as de brilho vítreo.

Ex: alguns exemplares de alexandrita, crisoberilo, espinélio, granada, olho-de-gato; certos exemplares de rubi e safira, minerais cujo brilho oscila entre “vítreo” e “subadamantino”.

Granada

Vítreo

Este tipo de brilho, como o nome sugere, lembra o do vidro, sendo que a maioria das gemas tem seu brilho aqui classificados. Exemplos: Agua-marinha, ametista, berilo verde, brasilianita, fluorita.

Berilo Verde

Subvítreo

Nesta categoria enquadram-se, por exemplo, a rodocrosita e a rodonita, com índice de refração pouco abaixo das gemas de brilho vítreo.

Rodonita

Gorduroso

A aparência lembra superfícies oleosas. Exemplos: ágata, calcita, cornalina, crisoprósio, feldspato microclônio, jadeíta, nefrita, jaspe, ônix, quartzo dendrita, sodalita.

Cornalina

Ceráceo

Remete à superfície da cera, ou da velas. Exemplos: lápis-lazúli, turquesa, coral.

Turquesa

Fosco

Praticamente sem brilho. Exemplo: algumas pérolas e marfim.

Pérolas

Sedoso

Brilho macio, derivado de estruturas padronizadas. Exemplos: malaquita, olho-de-tigre e amazonita.

Amazonita

Nacarado

Lembra o nácar das conchas e pérolas. Exemplo: madrepérola

Madrepérola

Fonte: Consultoria gemológica: Jane Leo Nogueira da Gama, G. J. G., responsável pela Rede IBGM de Laboratórios Gemológicos.

http://dhtt.us/DRHc